Visualizações

31/08/2011

Sorri ao olhar o amor





Não me olhes assim, como quem devora...
Me olhes com o amor de viver, com a sabedoria de querer, com os olhos da alma.
Não me ame assim, como quem não quer nada...
Me ame como a quem ama uma flor, que a devora, que cuida e que não a deixa ir.
Simplesmente, olhe-me com o amor que à muito não sentes e sorri...
Porque a vida sem o brilho de amar não há em lugar algum.



Katiúcia Almeida Feitosa
Ocorreu um erro neste gadget